quinta-feira, 12 de agosto de 2010

A Educação do Século XXI

Em recente pesquisa realizada no Brasil pelo MEC, há uma enorme preocupação com as escolas de Ensino Médio, visto que elas não estão preparando os jovens para o mercado de trabalho e não favorecem aos ensinos superiores. Para reverter essa situação, educadores estão dispostos às mudanças e revisões, principalmente na organização de um currículo que corresponda à vida contemporânea. 

Dessa forma,professores precisam organizar um currículo baseado na subjetividade do aluno que propicie dialogar, interpretar informações e desenvolver atitudes de pesquisa que lhe permita continuar aprendendo ao longo de sua vida. Diante de um mundo globalizado, é necessário que os alunos aprendam a globalizar e, isso só acontecerá quando a escola se tornar uma geradora de cultura e não apenas uma transmissora de conteúdos. 

Essa concepção de ensino globalizado que defende um pensamento complexo, destaca a importância de ensinar integrando conhecimentos e valorizando o que o aluno traz consigo. Isso já é proposto por muitos filósofos, psicólogos, especialistas, pedagogos , que têm como referência o grande pensador contemporâneo Edgar Morin, defensor da não compartimentação das disciplinas e sim, da interação para enfrentar temas de estudo.

Sob um olhar voltado para educação do século XXI que mostra a necessidade de formar indivíduos com uma visão mais global e que saibam trabalhar à partir da diversidade, é necessário que preparemos jovens flexíveis, com capacidade de adaptação, atitude de colaboração e com conhecimento da tecnologia.

A questão é: como ensinar essas habilidades na escola? Acredito que elas estejam atreladas a um ambiente eficaz, no qual nossos alunos possam desenvolvê-las, sendo assim, compartilho aqui alguns itens difundidos por muitos educadores que consideram relevantes para as nossas práticas em sala de aula, vinculados a um currículo integrado:


- TEMA/ DESAFIO/ PROBLEMA: a escolha de um tema gerador, ou grande desafio, ou um desafio-problema permite a aplicação de diversas habilidades, a integração de duas ou mais disciplinas, o aprofundamento dos conceitos e a produção de um novo conhecimento. Os alunos vêem o conteúdo de uma maneira que mostra as conexões entre os diferentes assuntos. Durante a exploração de um desafio ou de um problema, o aluno desenvolve o seu pensamento crítico e criativo. Armazenar uma quantidade enorme de informações na memória está dando lugar à importância do saber para tomar decisões, observar, explorar e gerar hipóteses.


- MEDIAÇÃO: o professor na postura de mediador dá oportunidade aos seus alunos de criarem seus próprios conceitos, mostrarem sua ideias e se sentirem motivados e confiantes em suas conquistas. A intervenção do professor ocorre quando há necessidade de se retomar o foco, melhorar o processo ou confirmar uma fundamentação lógica.


- COOPERAÇÃO/INTERAÇÃO/DIÁLOGO: a interação entre os alunos e professores colabora de maneira efetiva na produção do trabalho, pois a troca de ideias, sugestões e opiniões propiciam a reflexão e a revisão daquilo que desejam desenvolver. Dessa forma, não há soluções únicas ou respostas erradas. Saber ouvir e falar, compartilhar ideias, ajudar e aceitar ajuda do outro são habilidades que podem ser adquiridas por meio da cooperação. Dialogar significa interpretar e reconhecer a linguagem do outro e essa interpretação contribui para uma nova concepção.


- AUTONOMIA: o ensino do século XXI está centrado no aluno, que trabalha com autonomia para escolher suas estratégias, suas ferramentas e decidir suas opções, quando o aluno trabalha de forma autônoma ele desenvolve sua capacidade inventiva, pois é livre para criar seus próprios métodos e explicações.


- RECURSOS: o professor disponibiliza vários recursos para que o aluno possa pesquisar, criar e comunicar. O acesso à informação é ilimitado e com qualidade e níveis variados de aprofundamento.


Esses tópicos fazem parte da visão de um currículo escolar integrado, com um olhar voltado para a educação do século XXI, dentro de uma concepção educativa baseada em projetos de trabalho que favorecem a pesquisa e o trabalho ativo por parte do aluno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário